skip to Main Content

Chutebol pra rir!

Caros (as),

Compartilho abaixo um vídeo com um lamentável gol contra, no Torneo Clausura (campeonato argentino) deste ano… De amargar…

“O supercraque não precisa jogar tão bem
O perna-de-pau é que tem de se matar em campo.”
                                             (Nelson Rodrigues)
“O gol contra é pior que o suicídio, porque é feito sem querer.”
                                                                     (Juca Kfouri)
Aquele abraço, saudações esportivas
This Post Has 4 Comments
  1. Rio, 06 de março de 2012.

    Caro Rodrigo,
    Desde que o seu projeto completou 10 anos tínhamos interesse em registrar um depoimento que refletisse a nossa opinião sincera sobre o seu trabalho.
    Dizem que futebol e samba não se aprende na escola,o samba eu não sei, mas o Vitor é o caso que desmente esta frase em relação ao futebol.
    O Vitor começou no seu projeto com 7/8 anos e o futsal que parecia um puro passatempo se tornou uma paixão.
    Tecnicamente, o Vitor não tinha uma habilidade nata, mas com suas orientações e com a determinação e garra dele, se superou e teve uma evolução fantástica.
    Recentemente, com 14/ 15 anos passou em um teste para fazer parte do time da AABB, disputando campeonatos com jogadores federados, uma grande vitória que também é sua e de sua equipe do projeto.
    Entretanto, acho que um grande mérito de seu projeto é, não só instruir os meninos como jogadores, mas orientá-los como atletas e pessoas. O Vitor cresceu em todos os aspectos: Aprendeu a ganhar, a perder, a se comportar dentro da quadra, fazer gols e a importância de servir (não só “futebolisticamente” falando, mas como ser humano).
    Por todos estes motivos,fica aqui o nosso reconhecimento, abraço carinhoso e incentivo para que continue a fazer mais verdadeiros campeões.

    Abraços,
    Celio Vieira e Claudia Vasquez
    (pais do Vitor Vasquez)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top