skip to Main Content

FUTEBOL E VIOLÊNCIA

Quando o brasileiro Eduardo da Silva foi atingido, recentemente, por um carrinho covarde por trás,num jogo na Europa, o mundo do futebol se assustou. O fato colocou em xeque o que se pode fazer dentro de um jogo na ânsia de garantir a vitória.

O ex-craque Tostão afirmou, categoricamente, que a lealdade e valores elevados transmitidos pelo esporte não passam hoje de uma mentira.
Telê Santana, ex-treinador da seleção braileira alertava, já em 1986, para o risco do que ele chamou à época de DITADURA DA VITÓRIA, referindo-se à busca desta por quaisquer meios e muito frequentemente do empobrecimento da qualidade dos jogos.

A Escolinha de Futsal do Clube Militar defende uma postura de civilidade nos jogos. Procuramos passar aos alunos a importância do respeito ao adversário visto que, sem este, simplesmente não existiria o jogo, que tanto nos diverte e nos ensina.
A metodologia BRINCAR – JOGAR – COMPETIR combate a ditadura da vitória e promove o desenvolvimento de uma competitividade saudável para que nossos alunos entendam que: ganhar, sim, mas a qualquer custo, não…

O vídeo acima (Cristiano Ronaldo e Alexandre Pato batendo uma bolinha) é pra gente lembrar da arte que o futebol pode ser…

Aquele abraço, saudações esportivas

This Post Has One Comment
  1. Bacana,Rodrigo! Boa chamada pra todos nós.
    Essa Ditadura da Vitória,infelizmente, está em todas as áreas de nossas Vidas.Não só nos jogos.
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top