skip to Main Content

Resultados: 2a Rodada Copinha 2022

Prezados Torcedores Responsáveis,

Seguem, abaixo, os resultados e comentários da 2a Rodada da Copinha do Mundo 2022:

Espanha 4 x 0 Coreia do Sul (sub-12): Dominamos as ações do jogo, abrindo o placar logo no inicio e, depois, administramos a vantagem. Os gols foram surgindo com naturalidade até chegar na goleada. Vitória com ótima atuação, para dar moral e entrar na luta pela classificação!

País de Gales 0 x 4 Austrália (sub-14): Sofremos com a intensa  marcação pressão proposta pelo adversário. Levamos um gol logo no inicio e reagimos tarde, quando a distância no placar já era grande. É preciso buscar uma melhor movimentação sem a bola, para encontrar os espaços.

Chile 5 x 0 Itália (sub-14): O Chile fez um jogo ofensivo, conseguindo manter a posse de bola no campo de ataque. Logo no início teve um pênalti perdido, mas a equipe não se abalou, continuou propondo o jogo e não encontrou dificuldades em achar os gols. Méritos para a ótima atuação coletiva e, individualmente, destaque para Lucas Bond. Vamos arriba!

Suíça 5 x 0 Japão (sub-10):  Apresentando um futsal ofensivo e muito sólida na marcação, a equipe pressionou e teve o controle do jogo desde o início, podendo ter definido o jogo ainda na primeira etapa. No segundo tempo, com mais capricho nas finalizações, conquistou um resultado expressivo! Na próxima rodada, vamos em busca de mais uma vitória!

Marrocos 4 x 0 Camarões (sub-10): O Marrocos segue 100% na Copinha! Após primeiro tempo organizado, mas com poucas finalizações, a equipe apostou nos chutes de média distancia e, assim, conseguiu chegar à goleada! Destaque para o fixo Joaquim, autor de 3 gols! Pra cima, Marrocos!

Costa Rica 2 x 0 Catar (sub-12): Após bom jogo de estreia em que acabou derrotada, a Costa Rica conseguiu seus primeiros pontos na competição. Aguerrida como no primeiro jogo, no entanto mais consciente do que fazer com a bola, teve calma na escolha das jogadas para chegar aos 2×0. Destaque para o ala ‘formiguinha’ Gabriel, autor de um gol e presente em todas as partes da quadra. Parabéns, Costa Rica!

Emirados Árabes 1 x 4 Turquia (sub-8): Nossa brava equipe fez uma partida muito firme! Chegamos a empatar o jogo e, mesmo levando gols no inicio do segundo tempo, não nos desesperamos: buscamos o que havia sido treinado apresentamos bom nível de jogo. Destaque para o pivô Lucas, que com 07 anos recém completados marcou o primeiro gol da equipe na competição! Vamos, Emirados!

Sérvia 4 x 1 EUA (sub-10): Com boa marcação individual, dificultamos a atuação do adversário mas, na primeira etapa, parecíamos ansiosos para definir as jogadas. Com o primeiro gol nos tranquilizamos, e as escolhas foram mais eficazes. A goleada foi sendo construída em mais uma atuação consistente! Golaço do Rafael Ayala e boa atuação coletiva!

Croácia 0 x 5 Colômbia (sub-8): Começamos a partida cumprindo o planejamento inicial: oferecer maior resistência ao adversário para, num segundo momento, poder atacar. O plano estava sendo cumprido, e terminamos o primeiro tempo perdendo apenas por um gol. Na segunda etapa, no entanto, a equipe novamente se desorganizou e acabou sendo goleada. De todo modo, nos apresentamos melhor do que na primeira rodada e vamos seguir treinando firme!

Holanda 0 x 4 Nova Zelândia (sub-10): Primeiro tempo equilibrado, com maior volume de jogo do adversário (e um goleiro de nível muito superior à média), acabamos levando um gol, mas estávamos inteiros na partida. Após uma falha individual, no entanto, sentimos emocionalmente o golpe no começo do segundo tempo, e tivemos dificuldades para reagir. A Holanda se ressente, desde a 1a rodada, de um jogador muito importante que se contundiu, e aguardamos sua volta para ter mais opções de ataque. Vamos reagir!

Dinamarca 1 x 2 França (sub-10): A Dinamarca tem essencialmente duas dificuldades: não possui um goleiro fixo e tem encontrado dificuldade para se manter organizada na partida. Jogar nas posições, cumprir funções, equilibrar-se defensivamente para poder atacar. O time corre e se doa, mas ainda de maneira desordenada – e acaba pagando por isso. Levamos dois gols numa partida razoavelmente equilibrada, e Lucas Vasques deixou sua marca no final, diminuindo o placar. Mas já era tarde. Vamos melhorar para a próxima partida!

*

A competição segue seu rumo, e nós seguimos atentos àquilo que realmente importa: a aprendizagem.

A Copinha do Mundo é um torneio criado e sustentado por professores amigos, que se preocupam sobretudo com uma proposta inclusiva que proporcione, muito antes dos resultados dos jogos, reais aprendizagens: emocionais, sociais e desportivas.

É fundamental, assim, o amparo da família-torcedora, no sentido de manter-se fiel à bússola das aprendizagens antes do resultado. Este, deve ser consequência, com uma alegria que chega naturalmente, sem atropelar as necessidades infanto-juvenis pela ansiedade em vencer.

A participação de crianças e adolescentes com diversos níveis de jogo, de estrutura física e de habilidade, é algo que todos teremos que lidar. A proposta, assim, é justamente não montar ‘seleções’, mas equipes com algum equilíbrio dentro do que cada instituição tem.

Durante os jogos, naturalmente, há uma química em parte imprevisível nessa montagem, que faz com que algumas equipes avancem mais do que outras – e isso é do esporte, é do futebol, é da vida.

Assim como essa meninada, nós adultos também precisamos dar o nosso melhor.

Contamos com vocês!

Aquele abraço, saudações esportivas

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top