skip to Main Content

Perder, Ganhar…Jogar

Passados amistosos e a primeira rodada da III Copa do Mundo de Futsal, ficamos satisfeitos ao constatarmos que nossos objetivos vão sendo atingidos.

A filosofia de trabalho da Escola de Futsal do Clube Militar é comprometida com a aprendizagem da competição saudável, sedimentada no prazer de jogar (que leva à percepção da importância do adversário, visto que sem este não há jogo). Este primeiro passo chamamos de aprender a BRINCAR DE FUTSAL. Vai dos 04 até os 08 anos.

O passo seguinte, chamamos de aprender a JOGAR FUTSAL, que é quando os alunos vão, aos poucos apreendendo os conceitos básicos das posições e suas funções dentro de uma equipe. A técnica passa a ser realmente exigida. Vai dos 08 aos 12 anos.

Por fim, temos a fase de completar o ciclo de saber COMPETIR NO FUTSAL. A meta desta fase é que, ao culminar todo este processo, até os 16 anos, o aluno atinja uma maturidade com relação ao esporte:

1- Idéia positiva e prazerosa da prática de atividades físicas (combate ao sedentarismo e ao estresse);
2 – Socialização, baseada nas habilidades afetivas e sociais ao longo dos anos, por meio das brincadeiras, jogos e competições;
3 – Habilidades motoras e espaciais para a prática do Futsal, dentro das possibilidades de cada aluno.

A soma destes três itens é o que leva, em nosso entendimento, à COMPETITIVIDADE SAUDÁVEL, valor defendido aqui neste blog, que combate os excessos da competitividade exacerbada, tão presente quanto perturbadora na sociedade contemporânea.

Independente deste ou daquele resultado nas partidas que disputamos, reafirmamos compromisso com uma educação esportiva de qualidade, ferramenta importante que se carrega por toda uma vida.
Saudações!

***

ÚLTIMOS RESULTADOS:

06/09: Desafio SUB-16: Clube Militar x Colégio Pedro II (Unidade: Centro)
Jogo 1: CM 1×1 CPII
Jogo 2: CM 2×0 CPII
Jogo 3: CM 1×0 CPII

[CLUBE MILITAR CAMPEÃO DO DESAFIO]

***
13 e 14/09 – III Copa do Mundo de Futsal [1a rodada]:

Sub-16: CM [México] 2×1 [Suíça] Paula Barros
Sub-13: CM [Japão] 2×4 [Austrália]Paula Barros
Sub-11: CM [Espanha]1×2 [Inglaterra] Andrews
Sub-8: CM [Tunísia]1×3 Flu [Costa do Marfim] Educação Esportiva
*Destaque para a estréia em competições da galerinha sub-8: passado aquele frio na barriga, a molecada jogou muito!
Parabéns a todos e obrigado pelo apoio!
This Post Has 5 Comments
  1. Rodrigo,

    Gostamos muito da ideia da copa do mundo.
    A oportunidade de jogar contra outro time ( com hora marcada, hino nacional, juiz etc ) aumentou a auto-estima do Érico. Mesmo a derrota, muitas vezes intoleravel para ele, foi bem recebida.

    Quando e aonde será o próximo jogo?

    Obrigada,

    Roberta e Arlindo ( pais do Érico )

  2. O título “Perder, ganhar, jogar” me fez viajar no tempo
    até o ano de 1982, no dia seguinte da derrota do Brasil
    pra Itália. O Jornal do Brasil publicou um texto do
    Carlos Drummond de Andrade, “Perder, ganhar, viver”.

    Outro dia eu procurei o texto no Google mas sem sucesso.
    Um dia vale a pena você ler, mesmo sem você se lembrar do
    que passou naquele dia pela sua idade. Depois eu te conto
    como foi pra mim. Eu tinha 15 anos e perdi aquele jogo
    junto com os jogadores, mas ganhei mais paixão e crítica
    pelo futebol, pelo bom futebol.

    Abração
    Maurício

  3. Rodrigo,
    O Miguel adorou participar do jogo!Concordo com suas explicações e acho que nós os pais que ficamos preocupados em ver nossos filhos jogando.Sempre queremos protege-los.A copa está sendo muito boa e eles jogaram muito bem.
    Parabéns pelo pelo trabalho.
    Um abraço,
    Claudia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top